Meditação: uma forma de se autoconhecer


A cada momento da vida criamos e experimentamos pensamentos, sentimentos e emoções que tendem a nos levar tanto às memórias do passado, quanto às expectativas do futuro.

E como fica o momento presente? Aquele que é o único tempo onde o nosso Eu Verdadeiro pode ser encontrado?

Felizmente, existe algo que podemos fazer por nós mesmos: a prática da meditação é a resposta!

Mas afinal, o que é meditar?


Aqui vamos falar da meditação que tem transformado a vida de inúmeras pessoas pelo mundo de forma positiva.

Com poucos minutos diariamente e numa posição confortável, preferencialmente sentado, você já pode beneficiar-se da meditação. Pode ter certeza que é uma viagem interna transformadora!

O Que é Meditação?

Há vários conceitos envolvendo a meditação e sua relação com o estado de concentração no agora.

A Meditação é uma atividade em que o praticante apenas se senta e permite que a mente se dissolva. Logo, é uma das técnicas mais simples da terapia holística ou medicina complementar para equilibrar a mente quase que imediatamente.

A palavra Meditação vem do latim “meditare”, que significa voltar-se para o centro e desligar-se do mundo externo. Meditar é focar a mente, deixar as preocupações de lado, viver o momento presente.

No início, ao meditar, é muito comum a mente querer pensar em muitas tarefas, resolver situações ou mesmo ter lembranças do passado. Isso não quer dizer que você não vai pensar em nada, na verdade a sua mente acalma e você vai ter um intervalo maior entre um pensamento e outro.

Assim, a meditação é um exercício de relaxamento que deve ser praticado diariamente, a fim de que seja possível cultivar e desenvolver certas qualidades humanas mais positivas.

Benefícios da Meditação


É fato que a meditação possui muitos benefícios, os quais foram testados entre pesquisadores, terapeutas e profissionais no campo da medicina. Por isso, nos últimos anos a meditação foi objeto de mais de 500 estudos clínicos só nos EUA.

Entre eles estão: Jon Kabat-Zinn, médico, professor e pesquisador da Faculdade de Medicina da Universidade de Massachusetts; Dr. Gregg Jacobs, psicólogo de Harvard; Dr. James Blumenthal da Universidade de Duke; Jornal Internacional de Neurociência; Dr. Herbert Benson da Universidade de Harvard; Dr. Deepak Chopra reconhecido como um dos mestres da filosofia oriental no mundo ocidental, fundador do Centro Chopra de Meditação para o Bem-Estar, em San Diego, Califórnia.

Estas pesquisas científicas vêm mostrando e comprovando que a meditação pode ser uma grande aliada na saúde física e mental das pessoas. Confira alguns dos seus benefícios:

  • Equilibra o organismo;

  • Melhora os relacionamentos;

  • Conecta o seu eu interior;

  • Reduz os níveis de estresse;

  • Aumenta a capacidade de concentração e memorização;

  • Fortalece o sistema cardiovascular;

  • Auxilia na qualidade do sono;

  • Diminui a ansiedade;

  • Controla os pensamentos e emoções;

  • Ajuda no controle do peso;

  • Alivia enxaquecas;

  • Aumenta a vitalidade e a sensação de rejuvenescimento.

Como Meditar?


Sim, todos nós somos capazes de meditar! E para aprender a meditar é preciso reservar cerca de 5 minutos ao dia para desenvolver a capacidade de se concentrar. O indicado é começar aos poucos e ir gradualmente aumentando o tempo, até chegar em 30 min, duas vezes por dia, para obter mais benefícios.

Hoje, há muitos vídeos ensinando a meditar, e inclusive há cursos online voltados para meditação. Dentre os vários tipos de meditação vamos citar os mais conhecidos:

  • Meditação Budista;

  • Meditação Vipassana;

  • Meditação Zazen;

  • Meditação Hare Krishna;

  • Meditação Transcendental;

  • Meditação Yoga;

  • Meditação Cristã;

  • Uso dos Chakras.

Estes são apenas alguns dos tipos de meditação. Para quem está iniciando, se indica começar com a Meditação Guiada. Pois, é mais fácil se manter focado.

Para facilitar a meditação existem elementos e símbolos que podem ser usados para ajudar nesta prática espiritual. Por exemplo, é interessante ter um recanto ou espaço exclusivo para meditar de forma natural e positiva, que seja tranquilo e inspirador.

Algumas pessoas gostam de decorar este espaço com símbolos, imagens de mestres, anjos e arcanjos, almofadas, além de um pequeno altar com velas aromáticas, incensos, cristais, sinos, taças tibetanas e plantas ornamentais.

A música zen, clássica ou sons da natureza também ajudam na percepção e concentração na meditação, por isso escolha ouvir mantras ou música zen ambiente. O importante é você se sentir tranquilo e seguro.

Dentre meditações e técnicas de equilíbrio da mente, observar um objeto ou imagem simbólica, como uma vela por exemplo, ajuda a prática e facilita a concentração.

Outro modo de meditar é escolher alguns cristais energéticos que aumentam o poder de conexão com seu eu interior, cuja proximidade com os chakras ampliam seu equilíbrio e contato com seres de luz e guias espirituais.

Em todas as técnicas de meditação lembre-se de prestar atenção em sua respiração. Estas são apenas algumas formas de meditar e se conectar com o poder do coração.

Quem está iniciando vai notar que meditar é um hábito. Com o passar do tempo vai ficando mais fácil. É só deixar fluir a respiração, desacelerar os pensamentos e ouvir a voz que vem do coração.

Agora que você já sabe alguns tipos de meditação é hora de começar. Prepare um ambiente de sua escolha. Aconselha-se um lugar mais tranquilo na sua casa, como quarto, escritório, ou mesmo um local ao ar livre junto a natureza.

A partir disso, você precisa definir em qual momento do dia vai meditar. Se pela manhã logo ao acordar, ou outro horário que fique dentro de sua rotina diária.

Opte por momentos em que esteja sozinho e envolto pelo silêncio. Como opção ouça mantras, músicas instrumentais ou sons da natureza. Depois disso, defina quanto tempo você irá disponibilizar para a prática da meditação e saiba que este tempo é só seu.

Postura Adequada


É muito comum associarmos a meditação àquela posição conhecida em que os monges budistas meditam, também chamada de flor de lótus. Só que para quem nunca meditou, ela não é fácil e mesmo que alguém consiga fazer, ela é desconfortável.

Para a postura não ser um impedimento, você pode sim meditar sentado em uma cadeira, ou no chão em cima de uma almofada. O importante é manter a coluna alinhada enquanto estiver meditando. Com o tempo você vai conhecendo o que funciona melhor para você.

Embora seja possível, evite meditar deitado, porque é muito comum às pessoas acabarem dormindo, e consequentemente não meditar corretamente. Mas, há quem diga que um sono sereno e tranquilo é um modo natural de meditação.

Técnicas de Respiração

A respiração é algo que fazemos de forma automática, e não prestamos atenção nela. Entretanto, podemos reaprender a respirar e isso faz parte da meditação.

Muito se ouve falar sobre os pranayamas (Prana é a energia vital, é a potência), o que traz força para o corpo. Esses exercícios respiratórios são importantes aliados da meditação, pois auxiliam a manter a harmonia entre o corpo e a mente. Ou seja, ao ter mais consciência da respiração é possível focar no aqui e agora.

Conheça as principais técnicas de respiração que podem auxiliar na meditação:

  • Igualdade de Respiração (Sama vrtti Pranayama): Comece com uma contagem até quatro. Inspire: 1-2-3-4, e depois expire: 1-2-3-4. Essa técnica é bem simples e fácil e aconselhável para quem está iniciando;

  • O Sopro do Oceano (Respiração Ujjayi): Inspire profundamente e completamente através de seu nariz e deixe que a respiração se prenda no fundo da garganta. Vá testando essa respiração gradativamente;

  • Nadi Shodhana: essa respiração você pode fazer antes de começar a meditar. Ela é indicada para quem quer se acalmar. Fique na posição de lótus com a coluna alinhada.

Com o dedão da mão direita, obstrua a narina direita e inspire pela narina esquerda. Com os pulmões cheios, troque a narina em atividade, obstruindo a narina esquerda e expirando pela narina direta. E assim sucessivamente.

Com a meditação podemos entender nossas atitudes e passamos a pensar e agir com sabedoria.

Ao meditar frequentemente é possível perceber inúmeras qualidades pessoais, as quais estavam ocultas e que após a meditação só aumentam nossa autoestima.

Meditar é reservar um momento para si e ouvir a voz de Deus. Ao voltar-se para dentro entre no ritmo do coração e encontre paz, energia vital, felicidade e força interior. Abra-se para novas perspectivas expandindo sua consciência desde o centro de seu coração. A meditação permite ir mais fundo em nossos sentimentos e experimentar nossa própria fonte.

Neste ponto central onde a fonte divina encontra-se, pulsa a Chama Trina da Vida, que a cada respiração nos presenteia de bênçãos infinitas. As cores da Chama Trina são: azul, dourado e rosa, que representam as virtudes divinas do poder, sabedoria e amor, respectivamente.

Este processo de fluxo de energia vital é constante e ininterrupto, que é intensificado conscientemente ao praticar a meditação.

Quando estiver meditando procure observar a relação entre a sua respiração e o pulsar de seu coração. Nesta percepção você toma conhecimento de suas emoções e dos sentimentos ocultos, os quais precisam ser liberados.

Uma técnica para liberar e transmutar as emoções mais densas é visualizar uma luz ou uma chama de cor violeta descendo do alto de sua cabeça e fluindo até o coração.

Esta cor possui a mais alta frequência de luz que ao entrar em contato com o campo magnético do coração pode dar um salto quântico e purificar todas as partículas de seu ser.

Esta alquimia divina acontece nos quatro elementos que fazem parte de seu corpo, são eles: o fogo (luz espiritual presente nos chakras, na aura, nos corpos sutis), o ar (respiração), a água (corrente sanguínea) e a terra (órgãos, tecidos, ossos).

Desta forma, o bem-estar que a prática diária da meditação nos traz são consequências de alterações químicas e fisiológicas que já foram cientificamente comprovadas.

Para quem busca aumentar a criatividade e ter novas ideias, durante o silêncio da meditação o cérebro estabelece novas conexões gerando novas ideias libertando-se de pensamentos antigos e vivenciando o momento presente.

Dê este presente a si mesmo, assuma a meditação como um hábito, seja persistente, pois o contentamento e a leveza podem ser imprescindíveis para quem busca o autoconhecimento.

A meditação traz - além de benefícios que tratam o corpo, a mente e a alma - momentos únicos de experimentar a alegria de viver.

“Com a meditação, trazemos a sabedoria para nossa vida e nos aperfeiçoamos a cada momento. Devemos meditar num lugar tranquilo, duas vezes por dia, durante 20 minutos, se possível sentado no chão, com as pernas em posição de lótus e as mãos sobre os joelhos, respirando profundamente”. Deepak Chopra | Médico indiano

© Robriane Lara 2018 | www.dimensaodanatureza.com/blog-mais

Fonte | Créditos >>

Posts recentes

Ver tudo

Posts Mais Lidos | Destaques

Ouça nosso Podcast 

Podcast Por Um Mundo Luminoso | Áudios de Luz

Posts Anteriores